header



Menu Principal

Opinião do Centro
Sistema de Mitigação de Risco de Cancro PDF Imprimir E-mail
16/11/2016
  A Instrução Normativa 37 de 05/09/2016 do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) institui critérios e procedimentos para o estabelecimento e manutenção do status fitossanitário relativo à praga do cancro cítrico, causado pela bactéria Xanthomonas citri subsp. citri. Ao dar nova redação à Portaria 291 de 23/07/1997, e a substituindo, a IN 37 procura, em última estância, compatibilizar a diferentes realidades do cancro cítrico no Brasil, permitindo que cada unidade da Federação adote o status que mais atender às suas condições. Quatro status são permitidos: Área com Praga Ausente, Área Livre da Praga, Área sob Erradicação ou Supressão e Área sob Sistema de Mitigação de Risco (SMR).  A atual situação do cancro cítri...
Leia mais...
 
O Congresso Internacional de Citricultura 2016 PDF Imprimir E-mail
16/10/2016
  O Brasil organizou o XIII International Citrus Congress em Foz do Iguaçu, PR, nesse mês de setembro e recebeu 1009 participantes de 35 países. Um longo processo da proposta à recomendação da Internacional Society of Citriculture (ISC) ratificou as iniciativas do Instituto Agronômico (IAC), por meio do Centro de Citricultura, e do Instituto Agronômico do Paraná (IAPAR). Iniciativas essas, à primeira vista relegada à individualidade, floresceram de suas raízes como um trabalho cooperativo e complementar. Ali se encontrou a liderança de uma equipe comprometida com a citricultura. Essa equipe cresceu com a palavra de ordem relacionamento, juntou ideias e ideais, entusiasmo e dedicação nos últimos anos para então construir uma programação técnica e científica atrativa à citricultura global.  Contou-se com a forte chancela do C...
Leia mais...
 

Páginas:

1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  11  12  13  14  15  16  17  18  19  20  21  22  23  24  25  26  27  28  29  30  31  32  33  34  35 

próxima»


 
Pesquisa do Centro
Biocontrole da podridão azeda de frutos PDF Imprimir E-mail
16/11/2016
  Prejuízos econômicos ocasionados por doenças fúngicas, principalmente as que ocorrem na fase de pós-colheita, representam um dos principais obstáculos para o setor citrícola. Tais patógenos comprometem a qualidade e a comercialização dos frutos e são responsáveis por até 50% das perdas na produção. A podridão azeda, causada por Geotrichum citri-aurantii, é uma das doenças mais importantes, afetando todas as espécies e cultivares de citros em todos os países produtores, com um agravante maior para as condições brasileiras, pois, não há registro de produtos químicos para seu controle. Estudos realizados no laboratório de Fitopatologia e Controle Biológico do Centro de Citricultura revelaram que um isolado da levedura Aureobasidium pullulans apresentou potencial para o controle da podridã...
Leia mais...
 

Acesse


Citrus Research & Technology

Informativo

Cadastro










   
Copyright © 2010 Centro APTA Citros - Sylvio Moreira todos os direitos reservados.