header



Menu Principal

Opinião do Centro
Caminhos da inovação PDF Imprimir E-mail
04/05/2016
A Secretaria de Agricultura e Abastecimento (SAA) do Estado de São Paulo publicou em 10 de março de 2016 a Resolução 12, que trata da política de propriedade intelectual nas instituições científicas e tecnológicas vinculadas a ela. A Resolução insere-se no contexto das leis federais 10.973/04 e 13.243/16, além do decreto estadual 54.690/09, que tratam de processo de inovação tecnológica resultante de parcerias entre o setor público e o setor privado. A publicação dessa resolução representa um importante marco no processo de geração e transferência de tecnologia do setor de pesquisa e desenvolvimento ao setor de produção.  Embora seja sempre mencionado que o desenvolvimento de qualquer setor da economia, inclusive do agronegócio, passe pela inovação tecnológica, isso nem sempre ocor...
Leia mais...
 
Avanços Positivos PDF Imprimir E-mail
08/04/2016
A Lei de Sementes e Mudas e as Instruções Normativas 24 e 48, que regulamentam aspectos específicos na produção de mudas de citros, tem impostos profundas modificações nesse sistema de produção, muitas delas ainda não completamente compreendidas pelo setor. Ao focar a rastreabilidade na origem do material genético, bem como garantir a sanidade do material, de modo a assegurar aos seus usuários a qualidade necessária, essa legislação introduziu conceitos e procedimentos até então não usuais no processo de produção de mudas de citros. Embora a legislação tenha alguns anos de promulgação, nem todos do setor ainda entendem sua abrangência e importância.  Quando, há alguns anos atrás, o Centro de Citricultura através da APTA anunciou novos valores para borbulhas de plantas básicas...
Leia mais...
 

Páginas:

1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  11  12  13  14  15  16  17  18  19  20  21  22  23  24  25  26  27  28  29  30  31  32 

próxima»


 
Pesquisa do Centro
Abundância de sistemas toxina-antitoxina em Xanthomonas citri PDF Imprimir E-mail
04/05/2016
Há alguns anos, pesquisadores descobriram no genoma de bactérias a presença de genes capazes de produzir toxinas, as quais são capazes de matá-las. Estas não necessariamente morrem, devido à produção concomitante de uma antitoxina, a qual está sempre bloqueando a atividade da toxina e protegendo a célula da morte. Qual seria a finalidade das bactérias manterem em seu interior moléculas capazes de eliminá-las? Estudos mais aprofundados detectaram que estes sistemas estão, na verdade, envolvidos em fenômenos como a morte celular programada e persistência, que permite que as bactérias ativem a toxina para matar parte da população em condição de estresse (como a presença de compostos antimicrobianos). Entretanto, uma pequena parte da população (as células persistentes) sobrevive, e estas são capazes de rec...
Leia mais...
 

Acesse


Citrus Research & Technology

Informativo

Cadastro










   
Copyright © 2010 Centro APTA Citros - Sylvio Moreira todos os direitos reservados.